Sabaton – Esbanjando Simpatia em Porto Alegre – Local: Bar Opinião 02/11/2016 – Produção: Abstrati Produtora – Texto e Fotos: Glauco Malta

novembro 4, 2016, 10:38 pm

compartilhe
compartilhe

Em pleno feriado do dia de Finados fui ao Bar Opinião para registrar pela primeira vez um show da banda sueca Sabaton com uma grande expectativa, pois apenas havia visto performances da banda em DVD;  já que a banda é considerada uma das melhores em seu estilo na atualidade.

A responsabilidade de abrir os trabalhos nesta noite ficou por conta da banda Weakless Machine, formada em 2014 e com pouco tempo de estrada a banda já demonstra uma postura de “gente grande” no palco.

A banda conta em suas “trincheiras” com Jonathan Carletti com seu vocal muito potente, Fernando Cézar Junior fica por conta dos riffs matadores de guitarra e a cozinha não deixa pedra sobre pedra com a dupla Gustavo Razia (baixo) e Luc Santos (bateria). E os rapazes não decepcionaram o público presente, apesar de um set curto foi um show energético, com uma excelente presença de palco e empatia levantaram a galera no Opinião sendo muito aplaudidos e ovacionados por todo o público presente; com certeza essa rapaziada está apenas começando e vamos ouvir falar muitos deles no futuro.

Com a plateia devidamente aquecida começa a rolar nos PA’s o cover In the Army Now música consagrada nas aberturas nos shows do Sabaton e na sequência The March To War coloca a galera cantando junto enquanto aos poucos a banda entra no palco e a rápida e pesada Ghost Division abre com a banda a mil pelo palco.

A temática que o Sabaton aborda em suas letras teria tudo para ser algo que se esgotaria rapidamente em músicas repetitivas, mas eles realmente sabem como transformar e tornar o assunto em ótimas músicas com excelentes arranjos, que vem atraindo ano após ano mais fãs por todo o planeta.

As músicas do álbum mais recente da banda intitulado “The Last Stand” lançado em 19 de agosto soaram muito boas ao vivo, Sparta, Blood of  Bannockburn, Diary of an Unknown Soldier, The Lost Battalion, Shiroyama.

O vocalista Joakim Brodén estava totalmente a vontade no palco, e ficou muito feliz com a recepção do público a cada música que eles tocavam, agradecendo diversas vezes pelas demonstrações de carinho da plateia participando e cantando todas as músicas.

O momento hilário do show ficou por conta de Joakim, ao apresentar o mais novo membro da banda, o guitarrista Tommy Johansson; fez uma brincadeira pedindo para ele falar em português um elogio ao público, e ao invés de dizer “EU AMO VOCÊS” ele fez Tommy dizer “PICA DAS GALÁXIAS”, o que gerou gargalhadas em toda a plateia deixando o clima ainda mais descontraído.

Vale destacar dois pontos que me chamaram a atenção no show, a qualidade todos os músicos é inegável, mas principalmente os dois guitarristas Chris Rörland e Tommy Johansson são um show a parte esbanjando feeling e técnica ao mesmo tempo; o segundo ponto a destacar são as partes de backing vocal mostrando que além de ótimos músicos tem uma técnica vocal apurada, ficando muito bonitas todas as passagens em que todos estavam cantando ao mesmo tempo.

Com certeza todas apresentações que vierem a fazer aqui no Brasil não poderá faltar uma música no set list da banda, “Smoking Snakes” lançada no disco “Heroes” de 2014, mostra como eles realmente gostam do tema e são estudiosos do assunto, e está música é sobre três soldados do Estado de Minas Gerais que lutaram até a morte na Europa contra soldados alemães do regime nazista e o refrão sendo cantado por toda a plateia.SABATON - BAR OPINIÃO (02-11-2016) -  (3)

A única coisa negativa nesta noite foi o fato de o público ser um pouco abaixo do esperado para um baita show desses, com certeza o fato de ser feriado influenciou, mas para os felizardos que compareceram puderam assistir a uma apresentação de gala do Sabaton em Porto Alegre.

Agradecimento especial a Abstrati Produtora pelo credenciamento para a cobertura do show.

Comentários

Deixe um comentário